Edifício de alto padrão em Balneário Camboriú (SC) | Construção Mercado

Custos e Suprimentos

Edifício de alto padrão em Balneário Camboriú (SC)

Residencial de 42 andares próximo ao mar teve custos expressivos com estrutura e fundações e exigiu rebaixamento do lençol freático

Aline Mariane/ Apoio de Engenharia: Juliana Cristina Teixeira
Edição 135 - Outubro/2012

Resumo da obra

Empreendimento Ocean palace Residence
Localização Av. Atlântica, no 4.740, Balneário Camboriú (SC)
Construção e Incorporação FG empreendimentos
Fundações estaca hélice contínua
Estrutura concreto armado
Fechamento alvenaria de bloco cerâmico
Projeto de Arquitetura Marodin & Veneza - Arquitetura e Consultoria
Apresentação do empreendimento Residencial de alto padrão com 42 pavimentos, sendo 37 tipos, térreo com espaço para uma loja, mezanino e três pavimentos de garagem
Área do terreno 2.158 m²
Área total construída 20.492,41 m²
Início da obra abril de 2008
Término da obra agosto de 2012
Investimento total com terreno R$ 103.961.410,42

 

O residencial Ocean Palace Resi dence, construído e incorporado pela FG Empreendimentos, é um edifício de alto padrão com 42 andares, localizado em frente ao mar na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. São 37 pavimentos-tipo com um apartamento por andar, além de térreo com espaço destinado à implantação de uma loja, mezanino e três pavimentos de garagem. Ao todo, a área construída é de 20.492,41 m², num terreno de 2.158 m².

Devido à altura do edifício, 152,8 m, a estrutura em concreto armado foi um dos itens que mais onerou o orçamento, segundo Rogério Barke, gerente de engenharia da FG Empreendimentos. Ao todo, estruturas e fundações representaram aproximadamente 34% dos gastos, o equivalente a R$ 13.630.935,85. Os revestimentos de argamassa e as esquadrias de vidro também tiveram peso considerável no orçamento, representando respectivamente 11,13% e 10,42% dos custos. "As sacadas são todas de vidro e, nos últimos andares, é possível ter uma visão 360º da cidade", afirma Barke.

A fachada foi revestida com pastilhas cerâmicas brancas de 5 x 5 cm. Os fechamentos foram feitos em alvenaria de bloco cerâmico e as esquadrias em alumínio na cor branca. Os apartamentos são compostos por salas de estar e jantar, cozinha, quatro suítes, lavabo, sacadas, área de serviço e quarto de serviço com banheiro. As obras foram iniciadas em abril de 2008 e concluídas em agosto último, após 52 meses de trabalho.

Fundações
A escolha de fundações com estacas moldadas in loco também foi motivada pela altura do empreendimento. "Necessariamente tería mos que usar uma fundação direta e, nesse caso, o melhor custo-benefício era o da estaca hélice contínua, bastante usada na região e, portanto, com muitos equipamentos disponíveis", ressalta o gerente de engenharia.

A execução das fundações consumiu R$ 3.200.612,87 e exigiu alguns cuidados. O primeiro deles foi a execução de contenção lateral em substituição ao uso de taludes. Segundo explica Rogério Barke, o solo da região é arenoso e criaria instabilidade no talude, o que poderia levar a desbarrancamento nos terrenos contíguos. O Ocean Palace tem como vizinhos um prédio de 16 andares e um edifício antigo mais baixo, que foi adquirido por outra construtora para erguer um novo empreendimento.

Além disso, como o terreno fica próximo ao mar, o lençol freático da região é alto e a construtora teve que rebaixá-lo para conseguir fazer um boxe único de escavação, onde seriam inseridas 200 estacas com 2 m de profundidade cada. "O rebaixamento do lençol aumentou o custo da contenção, mas esse custo foi compensado porque diminuímos o alongamento da estaca", ressalta o gerente de engenharia.

Ele explica que, com o rebaixamento do lençol, o terreno também rebaixou em 1 m e as estacas puderam ser feitas com metade do comprimento original. As fundações foram concluídas em aproximadamente seis meses.

 

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos