Como comprar esquadria padronizada de alumínio | Construção Mercado

Construção

Como comprar esquadria padronizada de alumínio

Pavimento em que a esquadria será instalada e região do País onde a obra acontece influenciam diretamente a especificação das peças

Por Bruno Moreira
Edição 145 - Agosto/2013
Fotos: Marcelo Scandaroli

As esquadrias padronizadas de alumínio levam este nome devido à padronização das dimensões externas do produto, fabricado em escala e distribuído, normalmente, por meio de lojas de materiais de construção e redes de home-centers. O material também pode ser adquirido por construtoras. De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal), o alumínio, além de ser leve e de exigir pouca manutenção, se adapta a variados tipos de projetos e dimensões de vãos, permitindo a fabricação de esquadrias em diferentes tipologias.

Especificação
Na hora da compra, deve-se considerar as diferenças entre as esquadrias padronizadas disponíveis no mercado, principalmente no que diz respeito à movimentação das folhas, que podem ser fixas, basculantes, pivotantes, de abrir ou projetantes, entre outras opções. A quantidade de folhas também pode variar, seja no plano de movimentação ou em planos paralelos, ou seja, várias folhas sobrepostas. É possível ainda encontrar diferentes tipos de preenchimento da folha: vidro, veneziana cega, veneziana ventilada etc.

"Uma informação importante a ser verificada é a região do País em que aquela esquadria será instalada, pois o produto tem de suportar cargas mínimas e máximas em função da pressão dos ventos, associadas ao volume de água das chuvas", orienta Fabiola Beltrame, consultora técnica da Afeal e coordenadora da Comissão de Estudo Especial de Esquadrias da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT/CEE-191).

Saber os pavimentos a que a esquadria atende também é importante, pois as normas técnicas diferenciam o produto por faixa de altura das edificações até 30 andares. "As esquadrias comercializadas em lojas de materiais de construção geralmente são indicadas para casas térreas e assobradadas, que na classificação da ABNT NBR 10.821, recentemente revisada, são a base da tabela", diz Fabiola. "A partir dessas características, temos condições de avaliar a melhor esquadria para cada local, levando em consideração suas dimensões, altura e largura, para que os perfis sejam bem dimensionados e adequados ao melhor desempenho estrutural."

Ela acrescenta que as esquadrias padronizadas devem ter, obrigatoriamente, uma etiqueta na embalagem apresentando as características do produto e as condições em que ele pode ser utilizado. "A falta dessa etiqueta pode indicar não conformidade em relação às normas técnicas", explica Fabiola.

Cotação de preços e fornecedores
É recomendado verificar se o fabricante faz parte do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). De acordo com Edson Fernandes, gerente nacional do Programa Setorial da Qualidade (PSQ) - Esquadria de Alumínio, da Afeal, esta informação está disponível no site da associação e também no site do próprio PBQP-H.

Fernandes destaca que as empresas qualificadas são sistematicamente avaliadas pela Afeal, por meio de auditorias e coletas do produto no mercado. As amostras são submetidas a ensaios laboratoriais, para constatar a conformidade com as normas técnicas. "Atualmente, são mais de 30 empresas avaliadas, permitindo ao consumidor grande variedade de escolha", diz o gerente do PSQ.

Logística
As esquadrias devem chegar ao canteiro embaladas e identificadas por tipo, andar de instalação e outras características relevantes. A entrega deve ser agendada o mais próximo possível da data de instalação, para evitar que o produto fique exposto às condições da obra por muito tempo. O armazenamento deve ser feito em local seguro, afastado da circulação de pessoas e equipamentos, seco, coberto e livre de poeira. As peças devem ser colocadas sobre calços, na vertical, apoiadas umas nas outras e separadas por cunhas de madeira, papelão ou pedaços de feltros ou outros materiais macios, para evitar riscos e danos.

O manuseio das esquadrias pela equipe de execução é mais um ponto de atenção. Segundo Fernandes, muitas vezes o instalador força o encaixe com marteladas desnecessárias, causando torções e problemas futuros de manuseio da esquadria.

Cuidados de execução
Edson Fernandes acrescenta que é importante atentar para os pontos de interface entre alvenaria e revestimentos, pois o nível, o prumo e o acabamento da alvenaria podem influenciar na instalação da esquadria. A instalação deve ser feita, preferencialmente, por mão de obra especializada, que pode ser contratada com o próprio fornecedor. O serviço deve ser iniciado apenas depois de finalizados os revestimentos internos e externos da alvenaria, bem como a pintura.

As superfícies de alumínio não podem ser expostas ao contato com cimento e argamassas, nem mesmo com resíduo aquoso desses materiais ou com ácido clorídrico, pois a reação química pode resultar na formação de manchas definitivas. Por isso, após a instalação das esquadrias, se ainda houver serviços pendentes a serem executados, é recomendável proteger os caixilhos com vaselina ou plásticos adesivos.

A limpeza das peças pode ser feita com água e detergente neutro com até 10% de álcool e jamais se deve utilizar esponja de aço ou outra fibra que possa riscar a superfície de alumínio.

ENTREVISTA - EDSON FERNANDES

Atenção ao transporte e recebimento

Quais devem ser os cuidados no transporte das esquadrias de alumínio?
As esquadrias padronizadas foram desenvolvidas com embalagens rígidas de madeiras e placas, justamente para permitir o transporte de forma a proteger o conteúdo e preservar o esquadro das peças. Calços e espaçadores devem ser colocados entre as esquadrias durante o transporte para travar as peças e evitar a trepidação e a movimentação que podem danificar os componentes.

Quais os cuidados na hora de receber as esquadrias no canteiro?
O primeiro cuidado é verificar a integridade das embalagens, pois se estiverem violadas ou amassadas, devem ser rejeitadas e devolvidas. Profissionais qualificados deverão acompanhar o procedimento de entrega, checando as quantidades e especificações do produto no que se refere às dimensões e condições de embalagem.

Como avaliar a qualidade do produto?
Infelizmente há situações em que se vende um produto e entrega-se outro. O manual "Compre Certo", feito pela Afeal, traz dicas importantes para que o vendedor de esquadrias oriente o consumidor no momento da escolha. Já a construtora, além de fazer a correta especificação do produto para a obra, deve exigir do fabricante os projetos, com desenhos e detalhamentos, para futura verificação no recebimento do material em canteiro.

Foto: Henrique Vieira

"A construtora deve exigir do fabricante os projetos, com desenhos e detalhamentos, para futura verificação no recebimento do material no canteiro"
Edson Fernandes,
gerente nacional do Programa Setorial da Qualidade - Esquadria de Alumínio

 

NORMAS TÉCNICAS
ABNT NBR 10.821:2011 - Parte 1 - Esquadrias Externas para Edificações - Terminologia
ABNT NBR 10.821:2011 - Parte 2 - Esquadrias Externas para Edificações - Requisitos e Classificação
ABNT NBR 10.821:2011 - Parte 3 - Esquadrias Externas para Edificações - Métodos de Ensaio

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos