Estacas pré-fabricadas de concreto requerem controle rigoroso de execução. Realização de provas de cargas estáticas e ensaios dinâmicos são fundamentais para garantia da capacidade de carga | Construção Mercado

Construção

Fundações com estacas pré-fabricadas

Estacas pré-fabricadas de concreto requerem controle rigoroso de execução. Realização de provas de cargas estáticas e ensaios dinâmicos são fundamentais para garantia da capacidade de carga

Edição 149 - Dezembro/2013
 

Estacas pré-fabricadas foram utilizadas na construção de vários estádios de futebol para a Copa do Mundo de 2014. Na Arena Fonte Nova, em Salvador, o sistema foi combinado com outros tipos de fundação, como estacas-raiz, estacas-metálicas e sapatas

As estacas pré-fabricadas de concreto são usadas com regularidade há pelo menos seis décadas no Brasil como solução para fundações profundas. É possível encontrar esse tipo de fundação em obras de edifícios residenciais, comerciais, industriais e em obras de infraestrutura. Muitos dos estádios construídos para a Copa de 2014 aproveitaram-se dessa tecnologia, caso das Arenas Corinthians, em São Paulo, e Fonte Nova, em Salvador.

"De forma geral, as estacas pré-fabricadas são indicadas para locais onde a camada de resistência que se busca para suportar a estrutura encontra-se muito profunda ou sob uma camada espessa de solo mole", sintetiza o engenheiro Luis Fernando de Seixas Neves, projetista da Cepollina Engenheiros Consultores. "Por outro lado, esse tipo de fundação não costuma ser recomendado para estruturas com cargas horizontais ou trações muito elevadas", continua.

As estacas, que podem ser emendadas, atingem normalmente entre 6 m e 40 m de profundidade. Entre as vantagens associadas ao uso desse tipo de fundação estão, principalmente, a velocidade de execução, o maior controle da qualidade final e a possibilidade de uso de tecnologias, como por exemplo, o concreto autoadensável. "Outros ganhos estão relacionados à seleção criteriosa da matéria-prima utilizada na produção das peças. Afinal, o processo de fabricação industrial permite controle e rastreabilidade das diversas etapas produtivas até a montagem no canteiro de obras", af irma o engenheiro Eurico Leite Carvalhaes Filho, coordenador do Comitê de Estacas Pré-fabricadas da Associação Brasileira da Construção Industrializada do Concreto (Abcic). Ele explica que uma vez atendidos todos os requisitos especificados na ABNT NBR 9062 - Projeto e Execução de Concreto Pré-moldado, o ambiente fabril assegura um incremento na qualidade e na produtividade da obra ao propiciar fluxo contínuo de produção.

Em geral, 50 m diários é um índice de produtividade considerado bom para a execução de fundações com estacas pré-fabricadas, lembrando que variações podem ocorrer em função das características do solo, profundidade da fundação, condições do terreno e distância entre estacas. "Há, ainda, aspectos favoráveis ligados à questão da sustentabilidade, uma vez que o uso de pré-fabricado significa menor geração de resíduos nas obras e, consequentemente, menor impacto ambiental", pontua o engenheiro da Abcic.

As estacas podem ser produzidas em concreto armado ou protendido e serem concretadas em fôrmas ou centrifugadas. As dimensões podem variar de 5 m a 12 m de comprimento, com diâmetros de 15 cm a 70 cm. O formato da peça pode ser variado (quadrado, redondo, retangular, hexagonal, sextavado ou octogonal).

 

NORMAS TÉCNICAS
NBR 6.118 -
Projeto e Execução de Obras de Concreto Simples, Armado e Protendido - Procedimento
NBR 9.062 - Projeto e Execução de Estruturas de Concreto Pré-Moldado
NBR 6.122 - Projeto e Execução de Fundações
NBR 6.484 - Execução de Sondagens de Simples Reconhecimento dos Solos - Método de Ensaio;
NBR 8.681 - Ações e segurança nas estruturas - Procedimento;
NBR 9.062 - Projeto e Execução de Estruturas de Concreto Pré-moldado - Procedimento;
NBR 12.131 - Estacas - Prova de Carga Estática - Método de Ensaio;
NBR 13.208 - Estacas - Ensaio de Carregamento Dinâmico - Método de Ensaio. Encontra-se atualmente em elaboração a norma da ABNT de estacas pré-fabricadas de concreto. A fase de consulta pública terminou no dia 10 de outubro. A expectativa é a de que a norma entre em vigor ainda em 2013.

 

CHECKLIST - FISCALIZAÇÃO
- A fiscalização da execução de fundações com estacas pré-fabricadas deve se dedicar a acompanhar e conferir a qualidade da cravação das peças para que elas sejam capazes de absorver os esforços de projeto;
- A fiscalização deverá aprovar o equipamento de cravação a ser utilizado pela construtora. Para tanto, deverá checar: a altura da torre, incluindo-se aí a altura máxima de queda do martelo; tipo e peso do martelo; além de equipamentos auxiliares;
- Além disso, durante a execução dos serviços, a fiscalização deve:
- Verificar a qualidade do produto por meio de esclerometria, auscultação e inspeção visual;
- Controlar negas e repiques;
- Controlar Ensaios de Baixa Deformação (PIT), de Carregamento Dinâmico e de prova de Carga Estática;
- Preencher a ficha de cravação de estacas.

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos