Veja a disposição dos principais componentes de instalações hidráulicas em um banheiro com parede de drywall | Construção Mercado

Construção

Instalações hidráulicas em drywall

Veja a disposição dos principais componentes de instalações hidráulicas em um banheiro com parede de drywall

Por Juliana Nakamura
Edição 150 - Janeiro/2014

Em paredes de drywall, as instalações hidráulicas para água fria ou quente podem ser executadas com tubulação de PVC (policloreto de vinila), PPR (polipropileno copolímetro random), PEX (polietileno reticulado), ou, ainda, com cobre ou aço. Para facilitar a execução, os perfis de aço galvanizado utilizados na estrutura das paredes costumam ser oferecidos com a furação de fábrica, adequada para a passagem de tubos com até 1,5 polegada de diâmetro.

Os pontos de saída das instalações podem ser fixados na estrutura da parede, diretamente nos montantes ou por meio de travessas horizontais metálicas, ou ainda nas chapas de gesso. Os fabricantes de perfis e alguns fabricantes de metais sanitários já desenvolvem peças específ icas para drywall, inclusive suportes especiais para louça sanitária suspensa (pias, bidês e vasos sanitários).


Ilustração: Daniel Beneventi

1 Perfis
Para passar a tubulação hidráulica os montantes deverão ser furados. Muitas vezes, os perfis já vêm furados de fábrica. Quando esse serviço for feito no canteiro, é importante assegurar o correto alinhamento entre os furos. A dica é seguir, à risca, o que está no projeto de instalações.

2 Kit de hidráulica para chuveiro
Em muitas obras com drywall recorre-se ao uso de kits hidráulicos, que chegam ao canteiro com tubos e conexões prémontados. Um dos mais usados é o kit de chuveiro, encaixado nos perfis metálicos do drywall e fixados com parafusos galvanizados.

3 Isolamento do tubo
Quando a opção for por tubos metálicos (cobre e aço), o uso de espaçadores plásticos é obrigatório para isolar essas tubulações do perfil, evitando a corrosão bimetálica. Mas mesmo quando se usa tubulação plástica é recomendável a adoção de espaçadores a fim de evitar cortes causados pelo atrito com o furo do perfil.

4 Tubulação
O caminhamento das tubulações deve acompanhar o que está previsto no projeto de instalações. Esse cuidado garante que futuras furações possam ser feitas na parede sem prejudicar as tubulações.

5 Chapas
Para aplicação em áreas molhadas, recomenda-se o uso de chapas de drywall resistentes à umidade, também conhecidas como chapas RU ou "chapas verdes". Um cuidado importante é vedar as frestas entre os pontos de saída das instalações e a chapa de gesso com selante elastomérico.

6 Peças sanitárias
Para a instalação de elementos pesados como bancadas de pias, a recomendação é que sejam apoiados em mãos-francesas e que estas sejam fixadas em pontos das chapas drywall sob os quais haja perfis estruturais, de modo que a carga seja transmitida para o piso.

Apoio técnico: Associação Drywall.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos