Laje pré-moldada x Laje de concreto armado. Economizando quase 4%, sistema construtivo pré-fabricado foi escolhido pela construtora Cobec por dar mais agilidade à obra e diminuir a necessidade de pessoal e de regularização de teto de laje | Construção Mercado

Construção

Custo Comparado

Laje pré-moldada x Laje de concreto armado. Economizando quase 4%, sistema construtivo pré-fabricado foi escolhido pela construtora Cobec por dar mais agilidade à obra e diminuir a necessidade de pessoal e de regularização de teto de laje

Edição 152 - Março/2014
 

DIVULGAÇÃO: Cobec Construtora

Quando a Cobec Construtora, de Curitiba, começou a projetar a construção do residencial Ametista, em Joinville (SC), seu objetivo era entregar a obra seis meses antes do prazo combinado. "Nós temos um custo de canteiro de obras mensal em torno de R$ 50 mil. O que acontece é que diminuindo o tempo dessa obra, eu consigo diminuir o custo indireto do canteiro de obra", explica Fabiano Belich, diretor da Cobec Construtora.

Por conta disto, após ter uma experiência em outra obra na execução de lajes pré-moldadas, resolveu realizar um comparativo de custos entre este sistema industrializado e a laje convencional de concreto armado.

O comparativo apontou uma economia de 3,61% na utilização de laje pré-moldada. Porém, o fator determinante para a Cobec escolher o sistema não foi apenas o custo, e, sim, a possibilidade de reduzir o tempo de execução, diminuir o número de pessoal atuando na obra e executar lajes com maior qualidade, sem grandes falhas construtivas. "Se o custo do pré-moldado fosse exorbitantemente maior do que o custo comum, a gente não absorveria isso. No caso da laje convencional tem alguns serviços posteriores que precisariam ser feitos e que dão diferença no custo, como a regularização da laje de teto. Como a laje já vem pré-moldada, aquele serviço de reboco de teto, para regularizar uma laje, elimino esta fase", explica Belich. "Além do custo desse serviço, eu teria também o tempo para executá-lo", ressalta.

A qualidade da laje convencional, para a construtora, pode diminuir conforme as fôrmas utilizadas para a concretagem forem usadas repetidamente. "A primeira utilização da fôrma faz uma laje muito boa. Mas, na medida em que vai repetindo essa laje, no decorrer das repetições de uso, ela vai diminuindo a qualidade do teto do andar de baixo e isso onera também numa eventual perda de material", explica o diretor da Cobec.

De acordo com a projeção da construtora, no momento em que a laje é colocada, a equipe demora três dias para concretá-la. Se ela utilizasse o sistema convencional, sem contar com falhas, levaria uma semana por laje. "Com o sistema pré-moldado eu consigo levantar toda a parte de parede e estrutura em 14 dias, mais ou menos. Em duas semanas consigo fazer um pavimento. Nesse caso, eu tenho 28 pavimentos a serem feitos e coloco três equipes ou quatro, eventualmente. Consigo reduzir bastante esse prazo de obra na questão de estrutura e paredes", conclui Belich.

Primeira experiência
Para a obra a construtora contratou o mesmo fornecedor da pré-laje com algumas condições. Este fornecedor foi responsável também pela montagem da laje e, de acordo com o contrato, teria que realizar uma laje por dia. A Cobec ficou responsável pelo custo com a locação diária do guindaste, R$ 1.500. Se a empresa responsável pela montagem não terminasse uma laje em um dia, a locação do dia seguinte, para terminá- la, era de responsabilidade dela mesma. "O que aconteceu nesta obra foi que numa diária ele acabou fazendo duas lajes. Foi até melhor do que estava previsto em contrato", afirma o diretor da Cobec.

A Cobec listou, ainda, outros benefícios do sistema construtivo adotado:
- Obra mais rápida, com consequente antecipação de entrega do empreendimento e ganhos na imagem e avaliação da empresa pelo mercado;
- Menos desperdício de materiais (madeira e compensado), gerando menos resíduos para gerenciar;
- Menos pessoal em obra (carpinteiros, armadores, pedreiros e ajudantes), diminuindo os custos de gerenciamento (RH, passivos trabalhistas etc.);
- Maior industrialização dos processos, melhor qualidade e controle.

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos