Construtora catarinense agiliza a tomada de decisão e melhora o aproveitamento dos recursos empregados no canteiro ao informatizar o método de gerenciamento da produtividade | Construção Mercado

Gestão

Medição informatizada

Construtora catarinense agiliza a tomada de decisão e melhora o aproveitamento dos recursos empregados no canteiro ao informatizar o método de gerenciamento da produtividade

Juliana Nakamura
Edição 152 - Março/2014
 

A Sulbrasil Engenharia e Construções mudou a forma de gerenciar a produtividade em seus canteiros de obras. Em vez de planilhas de papel, a empresa vem utilizando um sistema informatizado para coletar as anotações diárias sobre a produção. A tecnologia, de acordo com a construtora, vem agregando uma série de vantagens, como a melhoria do processo de gestão da qualidade, otimização das equipes, atualização do orçamento executivo, ajustes e reprogramação das atividades, precisão da análise do custo da mão de obra e redução do retrabalho. "O monitoramento da produtividade e qualidade diminuiu aproximadamente 50% das horas de retrabalhos", calcula a gerente do setor de Planejamento, Produtividade e Controle da Sulbrasil, Auri Fachini.

Antes da informatização, os apontamentos das horas de trabalho das equipes operacionais do canteiro eram registrados manualmente em um formulário. Em seguida os dados eram encaminhados até a sede da empresa onde eram compilados em uma planilha para a obtenção dos índices de produtividade. "Até os índices serem obtidos e chegarem às mãos do gestor de obras para serem interpretados, se perdia muito tempo. Com isso, as ações a serem tomadas em relação aos indicadores críticos eram tão tardias que surtiam pouco efeito. Isso quando não acontecia da atividade apontada já ter sido concluída", comenta o engenheiro Eric Luduwichack da Silva, gestor de obras da Sulbrasil. Ele afirma que, agora, os índices de produtividade são gerados com mais agilidade. Os dados coletados nos apontamentos são analisados semanalmente. "Como as planilhas geradas permitem filtrar as informações, a gestão da obra pode buscar detalhes que permitem ações específicas com um tratamento efetivo para problemas não só relacionados à produtividade, mas também à gestão de recursos, pessoas, logística, composição de serviços e custos", comenta o engenheiro. O levantamento de dados é feito em tablets por apontadores, que podem ser técnicos ou aprendizes com bom entendimento de construção.

Resultados concretos
Desde junho do ano passado, a medição informatizada está sendo utilizada na construção do Residencial Novos Caminhos, conjunto com 256 apartamentos em Jaraguá do Sul (SC) produzido no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida.

No Residencial Novos Caminhos, a medição foi fundamental para avaliar a tecnologia de paredes de concreto, escolhida para esse empreendimento justamente por proporcionar ganhos de produtividade. Silva conta que o problema é que, por ser inovador esse sistema construtivo não possuía índice oficial com base científica para análise comparativa de produtividade.

A solução encontrada pelos engenheiros da Sulbrasil foi tomar como referência a primeira e única obra da construtora que havia utilizado o mesmo sistema construtivo, o Residencial Divinópolis, em Blumenau (SC). ''Tomando essa obra como parâmetro, identificamos ganhos expressivos de produtividade no Residencial Novos Caminhos, que teve a análise viabilizada pela utilização do sistema informatizado'', finaliza Eric Silva.

 

 

FICHA TÉCNICA
Nome do condomínio: Residencial Novos Caminhos
Localização: Rua Bertha Weegue, no 1.988, Bairro Barra do Rio Cerro, Jaraguá do Sul (SC)
Construtora: Sulbrasil Engenharia
Apresentação: Empreendimento residencial com oito edifícios, cada um com quatro pavimentos e 32 apartamentos. Integrante do Programa Minha Casa, Minha Vida, o conjunto tem unidades com 42,06 m² e dois quartos. O empreendimento também conta com área comum equipada com salão de festas, vagas de estacionamento, playground, guarita, central de gás e lixo e quadra esportiva.
Área do terreno: 19.540 m²
Área construída: 18.768 m²
Início das obras: fev/2012
Término da obra: fev/2014
Equipe técnica: Engo Jaber Gartner Bognar (execução da obra), Engo Eric Luduwichack da Silva (fiscalização da obra), Engo Kurt Heinz Brandes (projeto estrutural), arqa Sara Karine Moretti (projeto de arquitetura), Engo Valsonir Zilli (projeto de elétrica), Engo Carlos Egerland (projeto hidrossanitário).

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos