Gerenciamento On-line de Resíduos é testado em Santos | Construção Mercado

Construção

Resíduos da construção

Gerenciamento On-line de Resíduos é testado em Santos

Edição 154 - Maio/2014
 

Marcelo Scandaroli
Sistema de gerenciamento compreende todas as etapas, da geração à destinação final

Lançado em Santos, o Sistema de Gerenciamento On-line de Resíduos continua em fase de testes e aprimoramento. O programa pretende alocar em uma plataforma on-line todas as informações relativas à geração, captação, transporte e recepção dos resíduos no aterro. "Esperamos que os problemas sejam resolvidos até o fim de março", aponta João Luiz Potenza, gerente do departamento de Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e Eficiência dos Recursos Naturais da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).

De acordo com Potenza, está em discussão, atualmente, a indicação das áreas da prefeitura para operar o Sigor, além das adequações necessárias na legislação municipal para que o sistema seja operado.

No fim de fevereiro, foi assinado o segundo termo aditivo do convênio entre a Secretaria do Meio Ambiente, Cetesb e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). O objetivo é viabilizar, em um prazo de 36 meses, a implantação do Sigor em todos os municípios do Estado que manifestarem interesse. "Até dezembro, pretendemos implantar o Sigor em dez cidades, que ainda não foram escolhidas", conta.

Potenza explica que, no momento, os responsáveis estão executando os testes do sistema. "Na próxima fase, que terá duração de três meses, a Prefeitura de Santos irá operar pelo Sigor e, ao mesmo tempo, continuará executando seus serviços em papel, visando a prevenir problemas não observados". Após este período, a expectativa é que o Sigor seja utilizado pelos técnicos da prefeitura como o único sistema de gestão de resíduos da construção civil.

O teste piloto do Sigor em Santos conta com a participação de técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Cetesb, SindusCon-SP e ASTL (empresa contratada para desenvolver o Sistema), Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET) e departamento jurídico da prefeitura, além das secretarias do Meio Ambiente, Finanças e Serviços Públicos. Nessa primeira etapa, foram convidadas a compor o sistema nove construtoras, cinco transportadoras e três empresas responsáveis por áreas de destinação final de resíduos.

Fusão de Lafarge e Holcim cria líder mundial de cimentos
A suíça Holcim e a francesa Lafarge anunciaram a fusão das empresas, criando a LafargeHolcim. Agora, com faturamento combinado de US$ 31,6 bilhões, a nova companhia será a líder mundial na fabricação de cimentos. A Holcim será responsável por 53% da nova empresa, enquanto que a Lafarge ficará com os 47% restantes. O novo grupo terá presença em 90 países. A LafargeHolcim já teve o comando definido. Wolfgang Retzle, da Holcim, será o presidente do conselho de administração. Já Bruno Lafont, presidente da Lafarge, será o presidente-executivo. Por meio de economia de escala, maior eficiência operacional e redução de custos de financiamento, as empresas esperam economizar com a fusão ?1,4 bilhão por ano, depois de transcorridos três anos. A operação de fusão deverá ser concluída no primeiro trimestre de 2015.

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos