Alvenaria de blocos cerâmicos X Parede de gesso acartonado: <I>Custo atraente e perspectiva de reduzir prazo executivo não foram suficientes para, receosa com reação do mercado, construtora adotar paredes em drywall</I> | Construção Mercado

Construção

Custo Comparado

Alvenaria de blocos cerâmicos X Parede de gesso acartonado: Custo atraente e perspectiva de reduzir prazo executivo não foram suficientes para, receosa com reação do mercado, construtora adotar paredes em drywall

Edição 156 - Julho/2014

Para o Ecovillaggio Castelo Branco, em Goiânia, a Loft Construtora realizou dois comparativos entre sistemas construtivos de paredes. O primeiro, para paredes que dividem unidades, comparou os custos de alvenaria feita de blocos cerâmicos furados nos tamanhos 14 cm x 19 cm x 29 cm, rebocada, com os custos de paredes de gesso acartonado com guias de 70 mm e chapas de 12,5 mm e isolamento em lã de vidro. A segunda comparação, para paredes internas, foi realizada entre alvenaria de blocos cerâmicos furados de 11,5 cm x 19 cm x 29 cm, rebocada, e parede de gesso acartonado com as mesmas dimensões da anterior, mas sem isolamento.

A obra em questão é composta por três torres com 23 pavimentos cada, sendo dois subsolos, térreo e 20 pavimentos-tipo, com oito apartamentos por andar. A construção começou em agosto de 2013 e tem previsão de término para março de 2016, com 64.477 m² de área construída, sendo 33.000 m² privativas.

De acordo com o estudo realizado, a Loft verificou que o gesso acartonado seria a opção mais vantajosa. "O prazo diminuiria em dois meses, reduzindo custos indiretos, compostos pelas equipes de apoio e administrativa. O fluxo de caixa reduziria um pouco nos primeiros meses e proporcionaria uma taxa interna de retorno melhorada", explica Luiz Cláudio Borges Bento, gerente de planejamento da construtora. Além disso, pontua ele, utilizar o gesso reduziria o consumo de massa PVA, contribuindo também com outras questões, como a quantidade de entulho e as cargas atuantes. Afinal, o gesso é mais leve que os blocos cerâmicos. Como consequência, estrutura e fundações precisariam ser menos robustas.

Questão cultural
Entretanto, mesmo oferecendo mais benefícios que a alvenaria de blocos cerâmicos, o gesso acartonado não foi escolhido pela construtora. De acordo com o gerente de planejamento da Loft, a construtora escolheu a alvenaria por receio de haver eventual repulsa dos consumidores para com o gesso acartonado. "Mesmo o gesso sendo mais barato, ficamos com medo da reação do mercado de Goiânia. Aqui não há muitos edifícios residenciais em gesso acartonado. Resolvemos não arriscar", afirma Bento.

Aline Mariane
Apoio técnico: Maximiliano de Paiva, engenheiro responsável, e Luiz Cláudio Borges Bento, gerente de planejamento, ambos da Loft Construtora.
Apoio de engenharia: Fernando Benigno/PINI Consultoria


PAREDE DE GESSO ACARTONADO

Paredes externas - ST/ST 95/600/70 - Com Lã

Paredes internas - ST/ST 95/600/70 - Sem Lã

ALVENARIA DE BLOCOS CERÂMICOS FURADOS -REBOCADA

Paredes externas - 14 cm x 19 cm x 29 cm

Paredes internas - 11,5 cm x 19 cm x 29 cm

Observações:
As informações a respeito dos traços da argamassa para alvenaria e argamassa para reboco devem ser solicitados diretamente para a empresa.
As dimensões das telas para amarração de alvenaria devem ser solicitadas diretamente para a empresa.

Esta seção mostra estudos feitos pelas construtoras. As projeções só valem para o caso apresentado. O sistema apontado como mais competitivo pode mostrar-se inviável em obras com outras características e dimensões. O estudo apresentado não deve ser tomado como padrão estrito para decisões de orçamento e escolha de materiais ou sistemas. Construtoras poderão enviar estudos comparativos para publicação nesta seção. Fale com a Redação pelo telefone (11) 2173-2303 ou envie e-mail para construcao@pini.com.br.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos