Impermeabilização rígida é indicada para estruturas que não ficam expostas ao sol, como reservatórios enterrados | Construção Mercado

Construção

Técnica Ilustrada

Impermeabilização rígida é indicada para estruturas que não ficam expostas ao sol, como reservatórios enterrados

Por Aline Mariane
Edição 156 - Julho/2014

Sistemas de impermeabilização rígida são indicados para estruturas que não fiquem expostas ao sol, pois a variação térmica pode provocar movimentações que o sistema não teria capacidade de suportar. Por isso, devem ser aplicados em locais como subsolos, poços de elevador, caixas d'água enterradas, piscinas enterradas etc.

Antes da aplicação, é preciso corrigir eventuais falhas na estrutura, tais como trincas ou vazios de concretagem. "Numa piscina, recomendamos que seja colocada uma carga de água para revelar falhas estruturais que precisam ser reparadas", explica Maria Amélia Silveira, consultora técnica doInstitutoBrasileirodeImpermeabilização (IBI). Em geral, os produtos aplicados em sistemas de impermeabilização rígida são pastas e compostos aditivos de ação hidrofugante para concreto e argamassa.

Ilustração: Daniel Beneventi
Clique para ampliar

1 Preparação da área
Antes de aplicar o impermeabilizante, é preciso limpar o substrato e verificar se há falhas na estrutura, como fissuras. Caso positivo, é preciso corrigi-las antes de dar início do serviço. Em piscina, verifique também se a mesma possui os dispositivos de drenagem e aspiração, iluminação e ralos devidamente instalados e chumbados.

2 Preparação da argamassa
Deve-se preparar a argamassa impermeável conforme traço e granulometria indicados pelo fornecedor. Em geral, é recomendável aplicar três demãos, em camadas de 1 mm de espessura cada. Em casos de piscinas enterradas ou reservatórios, que têm contato com água, não se deve utilizar cal. No caso de argamassa polimérica semirrígida (menor grau de flexibilidade) misturar a resina com o cimento e nunca adicionar água à argamassa polimérica. O produto precisa ser aplicado imediatamente.

3 Aplicação do impermeabilizante
Aplique a primeira demão de argamassa polimérica nas paredes e no chão da piscina para a pré-selagem. Geralmente, o indicado é aplicar três demãos cruzadas de argamassa impermeável no lado de dentro da piscina ou caixa d'água, arredondando todos os cantos. As camadas devem ser uniformes. No rodapé da piscina e ao redor das tubulações, o profissional deve colocar uma tela de poliéster. Essa tela absorve pequenas movimentações e impede rompimentos.

4 Acabamento
A espessura final mínima da impermeabilização nas paredes deve ser de 3 mm, e nos pisos de 3,5 mm. O profissional deve realizar o acabamento do mástique ao redor dos dispositivos. Assim, um dia depois de ter sido realizada a última demão, a piscina pode ser cheia.

5 Cuidado posterior
No caso de piscinas, é aconselhável manter sob a água por sete dias antes de começar a executar o revestimento. No caso de paredes, deve-se realizar cura úmida 72 horas após endurecimento da argamassa. Após esse período, é recomendável a execução de uma camada de argamassa sobre a impermeabilização concluída para proteção mecânica.

Normas técnicas

NBR 9.575:2010 - Impermeabilização - Seleção e Projeto
NBR 9.574:2008 - Execução de Impermeabilização
NBR 11.905:1992 - Sistema de Impermeabilização Composto por Cimento Impermeabilizante e Polímeros - Especificação

Colaboração: Maria Amélia Silveira, consultora técnica do Instituto Brasileiro de Impermeabilização (IBI); Equipe de Obra, 61, Argamassa polimérica; Equipe de Obra, 27, Impermeabilização de piscina.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos