Sistemas hidrossanitário e elétrico têm execução rápida no Light Steel Framing. Dimensões e locação dos dutos devem ser detalhadas cuidadosamente no projeto | Construção Mercado

Construção

Técnica ilustrada

Sistemas hidrossanitário e elétrico têm execução rápida no Light Steel Framing. Dimensões e locação dos dutos devem ser detalhadas cuidadosamente no projeto

Por Maryana Giribola
Edição 160 - Novembro/2014

ILUSTRAÇÃO: DANIEL BENEVENTI

ILUSTRAÇÃO: DANIEL BENEVENTI

Por permitir a passagem de tubos e conduítes nos espaços entre os perfis metálicos, o que reduz eventuais interferências com outros elementos, o sistema Light Steel Framing facilita a execução das instalações hidrossanitárias e elétricas - desde que haja um projeto bem elaborado. Se - gundo Carlos Roberto de Luca, gerente técnico da Associação Brasileira do Drywall, o projeto desses sistemas deve detalhar, em uma planta elevada, o caminho que cada instalação deve percorrer. "Com essa elevação, os usuários conseguem identificar onde estão as passagens quando quiserem fazer alguma intervenção nas paredes, sem causar danos nos tubos."

Os perfis podem ser produzidos com perfurações com espaçamento de 400 mm ou 600 mm, dependendo do fabricante. Isso permite planejar a passagem dos conduítes e tubulações na altura mais conveniente. O ideal é iniciar as instalações após a finalização completa da estrutura das paredes e lajes e, se possível, quando os revestimentos externos e a cobertura já tiverem sido instalados. Com isso, evita-se que as intempéries danifiquem os materiais e aumentem o risco de acidentes.

Nas instalações elétricas, podem ser usadas caixas de energia específicas para drywall, que se fixam diretamente nas paredes de gesso, ou caixas convencionais fixadas nos montantes. Já na instalação hidráulica é possível utilizar tubos de Policloreto de Vinila (PVC), Polietileno Reticulado (PEX), Polipropileno Copolímero Random (PPR), Policloreto de Vinila Clorado (CPVC) e até mesmo o cobre. No último caso, o uso de espaçadores plásticos é obrigatório para isolar essas tubulações do perfil metálico, evitando corrosões.

Durante a execução, é importante seguir o que foi especificado em projeto com relação às alturas em que as passagens serão instaladas. Conheça os principais cuidados.

1. Caixas de energia
As caixas de chegada das instalações podem ser as comuns (2 x 4 e 4 x 4), que devem ser fixadas nos montantes ou em travessas horizontais ligando os montantes antes do fechamento da parede. As marcações para a fixação devem ser feitas descontando o acabamento do piso.

2. Passagens verticais
Os perfis de Light Steel Framing podem ter perfurações para a passagem horizontal de conduítes ou tubos para a instalação hidráulica. As passagens podem ser utilizadas tanto para a rede elétrica quanto para tubulações finas, como as de água quente ou fria.

3. Perfurações corretas
Caso o modelo não seja perfurado, isso pode ser feito com um furador de perfil. No entanto, as novas furações devem ser feitas no eixo correto dos perfis, respeitando o diâmetro original da estrutura.

4. Proteção
Para evitar danos nas instalações, é preciso posicionar dispositivos plásticos ou emborrachados nos furos dos montantes, que evitam o contato direto dos tubos plásticos e metálicos com a estrutura. As luvas previnem rachaduras, no caso de terem sido empregadas tubulações plásticas, e garantem a proteção à corrosão galvânica no caso de tubos metálicos.

5. Instalações de esgoto
Quando há a necessidade de passagem de tubulações mais grossas, como as de esgoto, é preciso empregar paredes duplas e shafts. Isso porque essas tubulações têm diâmetro maior do que os próprios perfis metálicos do Steel Framing.

6. Kit hidráulico
Os kits chuveiros devem ser instalados a 1,20 m da altura do chão, descontando a altura do acabamento do piso. Após medir a altura correta, basta encaixar o kit nos perfis metálicos e fixá-lo com parafusos galvanizados.

7. Tubulações de gás
As tubulações de gás não podem ser instaladas dentro de paredes vazadas. Mesmo em projetos com alvenaria, a recomendação é que essas instalações corram por fora das estruturas, evitando que eventuais vazamentos provoquem explosões pela expansão do gás.

Apoio técnico: Carlos Roberto de Luca, gerente técnico da Associação Brasileira do Drywall e "Instalações em Steel Frame", Equipe de Obra, 50ª edição.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos