Isolamento acústico - projeto deve prever utilização de materiais que permitam a atenuação sonora entre as chapas de gesso acartonado | Construção Mercado

Construção

Técnica ilustrada

Isolamento acústico - projeto deve prever utilização de materiais que permitam a atenuação sonora entre as chapas de gesso acartonado

Por Juliana Nakamura
Edição 160 - Novembro/2014

O desempenho acústico de construções erguidas em Light Steel Framing depende fundamentalmente da utilização de materiais de alta absorção acústica no vão livre formado entre as placas de drywall utilizadas para vedação interna. O sistema pode ser configurado de várias maneiras para atender a diferentes níveis de isolamento acústico. A largura das paredes, bem como a quantidade de placas e a densidade dos materiais isolantes, influenciam diretamente o desempenho acústico da parede.

Em vigor desde julho de 2013, a ABNT NBR 15.575 - Edificações Habitacionais - Desempenho exige que as paredes tenham capacidade de reduzir em pelo menos 45 dB o ruído entre unidades habitacionais autônomas. Quando se constrói com Steel Frame, esse índice pode ser obtido com o uso de chapas duplas de drywall. Para aplicações com maior exigência, como em salas de cinema, por exemplo, podem ser utilizadas paredes com até seis chapas e duas mantas de lã de vidro, para barrar até 60 dB de ruídos.

Veja, na ilustração a seguir, os principais componentes que interferem no desempenho acústico de uma parede construí da com Steel Frame.

ILUSTRAÇÃO: DANIEL BENEVENTIILUSTRAÇÃO
Clique para ampliar

1. Perfis e vedação
Entre os perfis de aço, que têm função estrutural, são instaladas chapas de gesso acartonado, para vedação interna.

2. Recheio isolante
Pode ser composto por lãs de vidro, de rocha ou de PET, entre outros materiais isolantes. As mantas podem ser simplesmente inseridas entre os montantes da parede, ficando confinadas entre as placas de vedação.

3. Vedação externa (fachada)
Constituída por placas cimentícias ou de OSB (painel de tiras de madeira orientadas perpendicularmente).

4. Banda acústica
Trata-se de uma fita de espuma autoadesiva aplicada na estrutura de contorno da parede para impedir a passagem de som por alguma fresta entre o perfil e o elemento estrutural. A banda acústica evita que a onda sonora que atinge a parede de drywall seja transmitida à estrutura da edificação por vibração.

5. Princípio massa-mola-massa
O desempenho do Steel Framing baseia-se no conceito massa-mola-massa, em que a alternância de materiais reduz a transmissão de energia, seja térmica ou sonora. Nesse caso, a massa é representada pelas chapas de gesso e a mola pelo ar ou pelo isolante (lã de vidro, de PET ou de rocha) existente no interior da parede.

6. Boas práticas de execução
Em paredes de drywall, o posicionamento de caixas de elétrica no mesmo alinhamento facilita a passagem de som de um lado para o outro, comprometendo o desempenho acústico da parede. Por isso, é recomendável que haja defasagem entre as peças de no mínimo 100 mm e que seja realizado preenchimento com lã mineral no contorno e no fundo das peças.

Apoio técnico: Associação Brasileira de Drywall e Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA). Referências: "Manual de Construção em Aço - Steel Framing: Arquitetura", do CBCA, e "Desempenho Acústico em Sistemas de Drywall", Associação Brasileira de Drywall

Destaques da Loja Pini
Aplicativos