Instalações | Construção Mercado

Construção

Instalações

Falta de projetos e uso de materiais não conformes - diferentes dos especificados - ainda figuram dentre os principais motivos para circuitos elétricos com baixo desempenho e sujeitos a acidentes

Por Gisele C. Cichinelli
Edição 164 - Março/2015
MARCELO SCANDAROLI

Segundo dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), quase a totalidade das instalações no Brasil apresenta algum tipo de erro. Falta de projeto e erros executivos são os grandes vilões das instalações somados ao uso de materiais de baixa qualidade, que praticamente dominam o mercado. Das 90 marcas avaliadas pela Associação Brasileira pela Qualidade dos Fios e Cabos Elétricos (Qualifio) em 2014, apenas 33 marcas são certificadas e conformes.

Para garantir a execução de uma instalação elétrica livre de risco de acidentes - que podem ser fatais - e de prejuízos patrimoniais, a primeira recomendação é contar com um bom projeto elétrico. Esse documento, a ser concebido por um engenheiro qualificado baseado nas normas técnicas vigentes, deve resultar na especificação dos materiais, evitando problemas ocasionados pela aplicação de produtos de má qualidade. 'A construtora deve comprar somente materiais que satisfaçam aos requisitos da especificação. Nunca deve ceder à tentação de comprar materiais muito mais baratos que, geralmente, são aqueles que não cumprem com todas ou algumas das exigências das normas. Deve sempre comprar produtos de fornecedores que tenham reputação no mercado ou, no mínimo, que não tenham seus nomes e marcas envolvidos em denúncias de irregularidades de qualquer natureza', alerta Hilton Moreno, consultor em elétrica e membro do Comitê Brasileiro de Eletricidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos