Conheça as principais características dos vibradores para concretagem e observe os cuidados necessários no método por imersão, bastante comum nas obras | Construção Mercado

Construção

Técnica ilustrada

Conheça as principais características dos vibradores para concretagem e observe os cuidados necessários no método por imersão, bastante comum nas obras

Por Maryana Giribola
Edição 165 - Abril/2015

A vibração do concreto é uma etapa essencial da obra, pois evita que a mistura fique porosa ou desuniforme, provocando perdas de resistência e durabilidade. Na concretagem de estruturas, é preciso garantir um bom adensamento para eliminar o ar aprisionado ao longo das etapas de amassamento, transporte e lançamento do concreto.

Há, basicamente, dois tipos de vibração: interna e externa. O processo mais praticado é a vibração por imersão (interna), feita com instrumento inserido no concreto por meio de uma mangueira com ponta vibratória, também chamada de agulha. Já no processo externo, alguns dos equipamentos utilizados são mesas, réguas e rolos vibratórios, além dos vibradores de parede de fôrmas.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos