De volta ao Brasil, Sothebys quer movimentar o mercado de luxo | Construção Mercado

Entrevista

Philip A. White e Luciano Amado

De volta ao Brasil, Sothebys quer movimentar o mercado de luxo

Em parceria com a imobiliária Bossa Nova, líder mundial no segmento de alto padrão espera movimentar R$ 1 bilhão em cinco anos no País

Por Ligia Cruz
Edição 166 - Abril/2015
CAMILA MENEZES DIVULGAÇÃO: SOTHEBYS
Luciano Amado Philip A. White

'Hoje temos uma situação de escassez de produtos de alto padrão. Temos clientes procurando imóveis que nós não temos para oferecer'
Luciano Amado, presidente da Bossa Nova SIR

É de um escritório na nobre Alameda Gabriel Monteiro da Silva, em São Paulo, que o executivo Luciano Amado gerencia localmente o portfólio de imóveis de luxo da Bossa Nova Sotheby's International Realty em 60 países, além da capital paulista, do Rio de Janeiro e do Sul da Bahia. Ele assumiu há pouco mais de dois meses a presidência da empresa, que representa uma nova fase da imobiliária Bossa Nova, com marca associada à Sotheby's International Realty (SIR), uma das líderes globais no setor de luxo.

O negócio foi lançado em 24 de março e é resultado de uma parceria da SIR com o Banco Modal, a gestora imobiliária e de recursos KSM Realty, a Integra Investments e a própria Bossa Nova, da qual Amado é sócio. A operação começa em um momento difícil da economia brasileira, após quase dois anos de negociação entre os sócios - especula-se no mercado que o investimento total para trazer a marca ao País foi de R$ 15 milhões, embora os executivos envolvidos no acordo não confirmem essa informação.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos