Nova faixa do MCMV 3 vai abranger mais consumidores, avaliam empresários | Construção Mercado

Negócios

Governo

Nova faixa do MCMV 3 vai abranger mais consumidores, avaliam empresários

Por Evelyn Oliveira
Edição 166 - Abril/2015
DIVULGAÇÃO: MINISTÉRIO DAS CIDADES
Criação de nova faixa no programa foi proposta por empresários da construção ao Governo Federal

A terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) contará com uma nova modalidade de financiamento, designada como faixa 1 com Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que combinará incentivos das faixas 1 e 2 já existentes, ou seja, dos beneficiários cuja renda mensal é de até R$ 1.600 e dos que recebem entre R$ 1.600,01 e R$ 3.275. No caso do financiamento, também está em estudo a utilização das cotas dos recursos do FGTS como parte do pagamento. Dessa forma, haveria um volume de subsídio com origem na União e outra parte no FGTS. O anúncio foi feito no dia 16 de março, em Brasília, pelo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, após reunião com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, e representantes da indústria da construção civil.

A criação da nova faixa foi proposta por empresários do segmento da construção nas discussões com o Governo Federal para reforçar o volume de participantes do programa habitacional. A renda de boa parte das famílias cresceu ao longo dos últimos anos, fazendo com que migrassem seu perfil da faixa 1 para o piso da faixa 2 do MCMV. No entanto, a faixa 2 oferece menos subsídios, levando muitas famílias a perder condições de aquisição da moradia, apesar da melhora em seus salários. No modelo em vigor, a prestação mensal para os beneficiários da faixa 1 é de 5% da sua renda, o equivalente a até R$ 80. Já o porcentual para quem está inserido na faixa 2 sobe para 25% da renda, gerando uma prestação mínima de R$ 400. Por essa diferença, o setor viu a necessidade de criar um atendimento intermediário.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos