Crise na construção passa a afetar empregos qualificados | Construção Mercado

Negócios

Mão de obra

Crise na construção passa a afetar empregos qualificados

Perspectiva é de redução de salários de engenheiros, segundo especialistas

Por Bruno Loturco
Edição 166 - Abril/2015
ANATTANAN726/SHUTTERSTOCK

A queda no nível de atividade da construção e na confiança do empresariado, percebidas por sondagens setoriais nos últimos meses, refletem-se não só nas contratações de quantidade, mas também nos empregos qualificados do setor.

Apenas entre engenheiros e arquitetos atuantes nas etapas antecedentes à construção imobiliária - como projetos e preparação de terrenos -, houve queda de 1,48% no nível de emprego em fevereiro em relação a janeiro. Com 4.147 profissionais demitidos, 276.616 pessoas terminaram o segundo mês de 2015 com a carteira assinada, segundo dados do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), que indicam, ainda, queda de 7,63% (22.865 trabalhadores) na comparação de fevereiro com o mesmo período de 2014.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos