Paredes de concreto | Construção Mercado

Debates Técnicos

Paredes de concreto

Sistema construtivo cresce entre opções para habitação popular

Por Gisele C. Cichinelli
Edição 166 - Abril/2015
MARCELO SCANDAROLI
Parede de concreto traz ganhos de produtividade, mas custo alto das fôrmas inviabiliza projetos de baixa escala

Um dos sistemas construtivos que mais ganha força no setor de moradias destinadas à população de baixa renda é a parede de concreto. De acordo com levantamento realizado com 488 construtoras pela Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), esse é o sistema construtivo com a maior intenção de uso por parte das empresas, que têm sido atraídas por características como rapidez de execução e menor necessidade de mão de obra. Por conta disso, as paredes de concreto estão se difundindo, inclusive, no programa Minha Casa Minha Vida, contando com a adesão de empresas que tradicionalmente utilizavam outras opções, como o sistema de alvenaria estrutural com blocos de concreto. Segundo o engenheiro Rubens Monge, coordenador do Grupo Parede de Concreto, da ABCP, este sistema é três vezes mais produtivo do que o convencional e duas vezes mais produtivo do que a alvenaria estrutural.

No entanto, ele tem suas limitações. Muitas vezes, o investimento na aquisição das fôrmas para moldagem das paredes de concreto é inviabilizado pela escala diminuta do empreendimento, que precisa atingir no mínimo algumas centenas de unidades. Esse problema tem sido contornado em algumas praças com a popularização gradual da locação de equipamentos. 'Com o aluguel de fôrmas crescendo, o número mínimo de unidades para viabilizar o investimento está cada vez menor. Já vemos condomínios com 250 unidades sendo executados com o sistema', conta Monge.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos