Imóveis com preço baixo e rede de transporte próxima atraem consumidores mesmo com crise | Construção Mercado

Negócios

Campeões de venda

Imóveis com preço baixo e rede de transporte próxima atraem consumidores mesmo com crise

Empresários contam como obtiveram liquidez acima da média com empreendimentos econômicos em São Paulo e Goiânia

Por Bruno Meirelles
Edição 168 - Julho/2015
 

DIVULGAÇÃO: ATUA | DIVULGAÇÃO: ECON | DIVULGAÇÃO:
De cima para baixo: Unidades decoradas do In Parque Belém e do Plus Guaianases, em São Paulo, e do Eldorado Parque Anhembi, em Goiânia

Achar um imóvel com preço que caiba no bolso é o maior desafio para uma grande parcela da população brasileira, especialmente a de renda baixa. Quando o imóvel oferece um preço atraente e condições facilitadas de pagamento, além de localização próxima da rede de transporte público e condomínio com itens de lazer, há grandes chances de alcançar forte liquidez, superando a crise.

A Atua Construtora e Incorporadora está desenvolvendo na zona Leste de São Paulo o In Parque Belém, residencial com seis torres, das quais três foram lançadas no fim de abril. Os apartamentos têm plantas de dois a três dormitórios, de R$ 4.600/m² a R$ 6.000/m². Em apenas 50 dias, 605 das 725 unidades (83,5%) foram vendidas. Com isso, o lançamento dos próximos três edifícios está pronto para ocorrer já no início deste semestre.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos