Compactos de até R$ 350 mil, localização e infraestrutura de lazer mantêm demanda em alta em São Paulo | Construção Mercado

Negócios

Campeões de venda

Compactos de até R$ 350 mil, localização e infraestrutura de lazer mantêm demanda em alta em São Paulo

Público single, jovens casais e investidores são os principais alvos do segmento

Por Bruna Martins Fontes
Edição 168 - Julho/2015
 

DIVULGAÇÃO: ECON E ATUA
Localização e proposta compacta foram diferenciais para o Multy Home Mooca

Os produtos com melhor desempenho de venda entre imóveis compactos de padrão médio em São Paulo oferecem um mix de preços atraentes, grande infraestrutura de lazer e de itens de conforto nas áreas comuns. E, quando a oferta local é baixa, o sucesso é potencialmente ainda maior. Os usuários finais, em geral jovens, casais recém-formados, executivos e pessoas divorciadas, impulsionam o sucesso dos empreendimentos, que incluem stúdios e unidades de um e de dois dormitórios. Os poupadores interessados na rentabilidade de locação, ainda que menos agressivos, também garantem o bom desempenho de edifícios cuja localização prima pelo fácil acesso.

Focando jovens casais, as incorporadoras Econ e Atua lançaram em novembro o Multy Home Mooca, com apartamentos de R$ 207 mil a R$ 356 mil. Os imóveis de um dormitório (33 m² e 34 m²) foram vendidos, e sobraram dez imóveis, os mais caros, entre os 199 disponíveis. 'Tenho lista de espera para os de um quarto. Se houvesse mais terrenos, construiríamos mais', diz Gil Vasconcelos, diretora de incorporação. Os imóveis de até R$ 200 mil são, segundo ela, os mais líquidos, e as condições de pagamentos são muito importantes para os compradores.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos