NBR 15.575 completa dois anos e já influencia empresas que estão projetando novos edifícios | Construção Mercado

Legislação

Norma de desempenho

NBR 15.575 completa dois anos e já influencia empresas que estão projetando novos edifícios

Falta de conhecimento e alta nos custos são principais desafios das incorporadoras nessa fase de adaptação aos novos requisitos

Por Maryana Giribola
Edição 168 - Julho/2015
 

FRANCK BOSTON/SHUTTERSTOCK
Empreendedores buscam qualificação ou contratam serviços especializados para atender a itens pouco comuns antes da norma, como isolamento acústico

Ainda há um caminho longo a ser percorrido até que incorporadoras, construtoras, escritórios de arquitetura e fabricantes de materiais de construção consigam atender plenamente à NBR 15.575:2013 - Edificações Habitacionais - Desempenho. Desde que a Norma de Desempenho entrou em vigor, há exatos dois anos, é notável a mobilização de toda a cadeia produtiva para a adequação dos projetos. Por outro lado, as empresas têm encontrado desafios, como a complexidade técnica da norma, a escassez de profissionais que conheçam bem os requisitos, a inexperiência no cumprimento de alguns itens, a ausência de informações sobre o desempenho de insumos, a demanda por mais ensaios laboratoriais e o aumento nos custos de produção.

Por enquanto, o cumprimento da norma ainda não é uma prática generalizada, uma vez que a maioria das obras em andamento é de empreendimentos licenciados antes de a nova legislação passar a valer. Neste momento, as empresas estão sentindo o peso da norma principalmente nos trabalhos de concepção de novos produtos. A principal diferença é que os projetistas, agora, precisam aprofundar os estudos sobre o comportamento dos edifícios depois de prontos, atendendo a níveis mínimos de conforto, segurança e sustentabilidade.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Construção Mercado

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos