Projeto de lei que altera remuneração FGTS irá elevar parcelas do Minha Casa Minha Vida em até 38% | Construção Mercado

Legislação

Legislação

Projeto de lei que altera remuneração FGTS irá elevar parcelas do Minha Casa Minha Vida em até 38%

Medida é criticada pela Caixa Econômica Federal e por empresários do setor da construção

Por Circe Bonatelli e Roberta Prescott
Edição 169 - Julho/2015

GUSTAVO LIMA/CÂMARA DOS DEPUTADOS
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), já manifestou publicamente apoio ao projeto de lei que muda a remuneração do FGTS

O Projeto de Lei (PL) 1.358/15, que propõe tornar a remuneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) igual à da caderneta de poupança, aumentará entre 30% e 38% o valor das parcelas em negócios futuros do programa Minha Casa Minha Vida (veja detalhes na tabela), de acordo com cálculo da Caixa Econômica Federal. A medida é combatida pelo Governo Federal em parceria com representantes do setor da construção, pois coloca em risco a viabilidade da produção e da comercialização de imóveis destinados às famílias de baixa renda.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos