Recuperação de laje com infiltração demanda projeto que detalhe causa da patologia e método de correção | Construção Mercado

Construção

Como contratar

Recuperação de laje com infiltração demanda projeto que detalhe causa da patologia e método de correção

Aline Mariane
Edição 170 - Setembro/2015
 

FOTOS: JOICE CHAGAS
Exemplo de impermeabilização por meio da aplicação de manta asfáltica

As lajes de concreto podem apresentar fissuras, deformações, manchas e outras patologias com o passar do tempo, uma situação que, em boa parte dos casos, é resultado de infiltrações provocadas por falhas na impermeabilização. Quando isso acontece, é necessário iniciar imediatamente um processo de recuperação da laje, caso contrário a situação pode se agravar e causar transtornos ainda mais graves, chegando até a comprometer a estrutura.

"As infiltrações envelhecem o concreto armado. Elas elevam os compostos de cimento de dentro desse concreto para a sua superfície", explica Alexandre Tomazelli, professor de Engenharia Civil da Universidade Prebisteriana Mackenzie. A consequência do fenômeno é a formação de manchas brancas na superfície da laje, pois ocorre a redução do pH ideal do concreto, que é de 12,5, para 9,0, dando início a um processo de corrosão no local.

O primeiro passo da recuperação da laje é a contratação de um profissional qualificado para realizar um novo projeto básico e executivo que apontarão a remediação mais adequada após o diagnóstico da patologia e sua causa. "Precisamos detectar qual é o foco para depois afirmar qual o procedimento a ser utilizado. Na questão da laje, a mais comum são as falhas da impermeabilização, normalmente perto de ralos e de saídas de cano. São os locais em que mais acontecem os problemas", afirma Jorcilei Silverio de Oliveira, encarregado de impermeabilização e pintura da Dinâmica Engenharia.

Projeto
Após elencadas as causas, o projetista deve indicar quais os procedimentos adequados para a correção do problema. Em boa parte dos casos, na prática isso significa apontar qual o tipo de impermeabilização a ser feita, incluindo especificações para a execução do trabalho. É fundamental que haja clareza do projeto no detalhamento dos materiais, quantidades e de outras referências para execução.

"É preciso detalhar o quanto será escarificado (raspado) desde a fissura e que tipo de material será injetado ali", exemplifica Marcos Sarge, diretor de construção da Brookfield Incorporações. "No caso de um ralo, ele tem que indicar o porcentual de caimento e o sentido de aplicação do material. Se vai começar a aplicar debaixo para cima ou de cima para baixo", orienta.

Em alguns casos, o produto de impermeabilização precisa ser aquecido e, para isso, é necessário que haja especificação da temperatura. Outras situações podem envolver a aplicação de mantas, então é preciso que haja informações sobre a dimensão dessas peças e a posição em que serão sobrepostas na laje, não deixando essa função para o profissional que executa o serviço no local.

FOTOS: JOICE CHAGAS
Teste de estanqueidade após recuperação de laje com infiltração

Nas lajes externas, com grande extensão, o mais comum é que sejam utilizadas mantas asfálticas aplicadas com maçarico ou com asfalto oxidado. "Para lajes internas também é possível utilizar mantas asfálticas. Mas, para pequenas, pode-se aplicar o método de emulsão acrílica", cita Tomazelli.

O projetista deve informar também como será feita a proteção mecânica da impermeabilização e quais materiais irão compor essa proteção, como, por exemplo: areia, aditivos, outros produtos, bem como seus tipos e espessuras. Por fim, o projeto deve orientar quais os procedimentos de teste mais adequados, como serão tratados os resíduos químicos e descartadas as embalagens.

"O projeto bem realizado é a nossa ferramenta não só para ter um bom desempenho, mas para saber o quanto vai ser necessário investir naquela execução. Nesse sentido, ele tem que detalhar como é feita a mistura dos materiais e quantas camadas vão ser aplicadas. Por exemplo, no caso de argamassa polimérica, a quantidade de demãos, se as demãos são em um sentido ou são cruzadas", explica o diretor de construção da Brookfield.

Execução
Com o projeto finalizado, a equipe de suprimentos da construtora deve buscar fornecedores que possam executá-lo. Para esses fornecedores, é apresentado o projeto e solicitado um orçamento. As prestadoras de serviços podem, muitas vezes, sugerir mudanças de tipos de impermeabilização. Nessa situação, a construtora deve verificar caso a caso se a mudança pode ser feita com o mesmo nível de qualidade exigido anteriormente.

Na fase de contratação, deve ser avaliada a capacidade financeira e estrutural dos fornecedores do serviço, bem como as obras já realizadas e qual a avaliação de empresas que as contrataram anteriormente. Também é preciso se certificar de que os funcionários daquele fornecedor sejam qualificados e tenham documentações trabalhistas em ordem. "Isso é de extrema importância, porque você pode ter um projeto perfeito, mas, se lá na ponta a pessoa que está executando não tem a real qualificação, você terá novidades desagradáveis no futuro", ressalta Sarge.

Verificando todos esses itens e chegando a um custo viável, a contratante deve fiscalizar a execução da contratada. Muitas vezes, ela pode solicitar que o próprio projetista ou a consultoria de impermeabilização que realizou o projeto faça essa fiscalização juntamente do engenheiro de obra. É imprescindível que o projeto e a execução sigam as orientações da NBR 15.575 - Norma de Desempenho.

NORMAS TÉCNICAS
NBR 9.574:2008 - Execução de Impermeabilização
NBR 9I.575:2010 - Impermeabilização - Seleção e Projeto
NBR 15.575:2013 - Edificações Habitacionais - Desempenho

CHECKLIST
- Contratar projetista ou consultoria de impermeabilização para realizar o projeto de recuperação da laje
- Verificar se o projeto especifica a causa da patologia, o tipo de impermeabilização e o método de execução
- Na fase de contratação, verificar se a fornecedora do serviço tem conhecimento e experiência no ramo
- Pesquisar obras já realizadas pela fornecedora e a avaliação das empresas que a contrataram anteriormente
- Após contratação, monitorar execução do trabalho em parceria com o projetista e/ou a consultoria
responsável pelo projeto
- Realizar testes de desempenho e checar se o serviço atendeu a todas as normas técnicas exigidas

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos