As lições de Singapura | Construção Mercado

Artigo

BIM

As lições de Singapura

Para vencer barreiras na implementação do BIM, setor público foi quem tomou a liderança

Por Fernando Augusto Corrêa da Silva
Edição 171 - Outubro/2015

Na última missão técnica do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), estivemos em Cingapura para, entre outros objetivos, conhecer o sistema de aprovação de projetos imobiliários na municipalidade local.

O governo de Cingapura deu início em 2010 ao processo de implementação do Building Information Modeling (Modelagem da Informação da Construção, BIM, na sigla em inglês). Assim como no Brasil, alguns entraves foram identificados por lá: falta de demanda de projetos em BIM, projetistas entrincheirados em práticas de desenhos em 2D, falta de mão de obra qualificada e falta de recursos adicionais para o desenvolvimento de capacitação em BIM.

ACERVO PESSOAL




Hoje, um projeto maior que 20 mil m² em Cingapura leva até 14 dias para aprovação no órgão competente




Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos