Adensamento vertical a partir do centro é aposta para Palmas, no Tocantins | Construção Mercado

Negócios

Raio X

Adensamento vertical a partir do centro é aposta para Palmas, no Tocantins

Ao norte do estado, Araguaína desponta como uma aposta em construções horizontais

Por Alexandra Gonsalez
Edição 186 - Janeiro/2017

DIVULGAÇÃO PREFEITURA DE PALMAS
Embora tenha menos de três décadas de existência, Palmas já passou por vários ciclos construtivos. Planejada, a cidade vislumbra para o futuro um adensamento vertical ainda mais efetivo

Criado em 1988, Tocantins é o mais jovem dos estados brasileiros, e Palmas, sua capital, nasceu um ano depois especialmente com a função de sediar o governo estadual. A cidade foi construída em uma área de 2.200 quilômetros quadrados, a leste do extinto povoado de Canela (GO). Como em toda cidade planejada, tudo ali é novo, incluindo o mercado de construção civil, que, apesar de existir há menos de três décadas, já passou por vários ciclos construtivos.

Em 2015, Palmas foi apontada pelo estudo da consultoria Prospecta Inteligência Imobiliária como a 32a melhor cidade para investir em imóveis em um ranking nacional. A pesquisa avaliou 100 municípios do país com menos de 1 milhão de habitantes e com características similares. Os atributos incluíam renda per capita elevada, população com alto nível de instrução e de vínculo empregatício, número considerável de empresas atuantes e déficit imobiliário elevado.

Segundo a avaliação da Prospecta, Palmas atingiu 0,564 no indicador Lead, 49% de déficit habitacional e conceito ótimo em moradias de alto, médio e baixo padrões, conforme classificação estabelecida pela própria consultoria. Entretanto, apesar de o município mostrar um perfil atrativo para os investidores, 2016 não foi um ano positivo para o mercado da construção civil. 'Hoje, Palmas sofre com uma retração enorme no segmento. Aquela pujança que havia há quatro anos não existe mais. Estamos trabalhando com estoques baixos', afirma o presidente do Sinduscon-TO, Bartolomé Alba Garcia.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos