Alta do CUB no estado de São Paulo fica em 0,06% no mês de março, diz SindusCon-SP | Construção Mercado

Construção

Notícias

Alta do CUB no estado de São Paulo fica em 0,06% no mês de março, diz SindusCon-SP

Variação mensal foi ligeiramente maior do que a registrada em fevereiro, de 0,03%

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
6/Abril/2017
Marcelo Scandaroli

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de São Paulo registrou aumento de 0,06% neste mês de março, segundo pesquisa divulgada na última terça-feira (4) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). A variação mensal foi ligeiramente maior do que a registrada em fevereiro, de 0,03%. Em 12 meses, a alta é de 5,21%.

O CUB representativo de São Paulo (R8-N) chegou a R$ 1.297,15 por metro quadrado no terceiro mês de 2017. Do total de custos que compõem o indicador, 61,19% se referem à mão de obra, 35,65% aos materiais e 3,16% às despesas administrativas.

Sete itens apresentaram alta maior que o IGP-M (0,01%) em março. A emulsão asfáltica com elastômero para impermeabilização registrou 0,81%, o aço CA-50 Ø 10 mm 0,57% e chapa compensado plastificado 18 mm com 0,32. Os materiais que apresentam maior importância para o cálculo do CUB, está o concreto FCK=25 Mpa, que permaneceu estável, e o cimento CPE-32 com o saco de 50 kg, que caiu 0,79%.

As obras que permanecem incluídas na desoneração da folha de pagamento registraram alta de 0,06% no CUB em relação ao mês de fevereiro, com custo por metro quadrado de R$ 1.202,53. As despesas com mão de obra representaram 58,14% do total do indicador em março, seguido por 38,46% dos materiais e 3,41% dos custos administrativos. Em 12 meses a variação do CUB é de 4,95%.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos