PIB da construção recua 6,3% no primeiro trimestre de 2017, informa IBGE | Construção Mercado

Negócios

Notícias

PIB da construção recua 6,3% no primeiro trimestre de 2017, informa IBGE

Ainda assim, na comparação com o último trimestre de 2016, houve um crescimento de 0,5%

Da redação da PINIweb
2/Junho/2017
Shutterstock

A construção civil foi o setor da economia que apresentou a maior queda do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre do ano em comparação ao mesmo período de 2016: -6,3%. Apesar disso, o setor cresceu 0,5% em relação ao trimestre anterior. Os dados foram divulgados na última quinta-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Vale lembrar que em 2016 o PIB da construção teve retração de 5,2%, o terceiro ano consecutivo com resultado negativo (-7,6% em 2015 e -2,4% em 2014).

A pesquisa mostra que, no primeiro trimestre de 2017 sobre o mesmo período do ano passado, a construção registrou redução de 9,5% da sua ocupação e decréscimo nominal de 3,3% das operações de crédito do sistema financeiro.

"A Formação Bruta de Capital Fixo caiu 3,7% no primeiro trimestre de 2017, em comparação com o mesmo trimestre de 2016. Com isso, a Taxa de Investimentos, que no ano passado era de 16,8% do PIB, declinou para 15,6% no trimestre findo em março. Ou seja, os investimentos continuam em queda e como a construção depende deles, o prognóstico é negativo", explica José Romeu Ferraz Neto, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP).

Para a entidade, o resultado confirma a gravidade da situação do setor da construção. "Sem novos investimentos nos segmentos imobiliário e de infraestrutura, praticamente estamos terminando as obras em andamento sem dar início a novas", opina Ferraz Neto.

Já a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) acredita que "sem as reformas, principalmente a previdenciária, será difícil recuperar níveis de crescimento, de investimento e de renda para atender as necessidades da sua população".

PIB nacional

No primeiro trimestre de 2017, o PIB do Brasil, de R$ 1,6 trilhão, registrou uma alta de 1,0% sobre o quarto trimestre do ano passado, o primeiro crescimento do indicador após oito trimestres nessa base de comparação. A agropecuária teve expansão de 13,4%, a indústria cresceu 0,9% e os serviços apresentaram estabilidade. Ainda assim, houve um recuo de 0,4% em relação ao mesmo período de 2016, sendo que as variações foram de 15,2% para a agropecuária, -1,1% para a indústria e -1,7% para serviços.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos