Vendas de imóveis novos duplicam em São Paulo no mês de maio, aponta Secovi-SP | Construção Mercado

Negócios

Notícias

Vendas de imóveis novos duplicam em São Paulo no mês de maio, aponta Secovi-SP

Lançamentos imobiliários também dispararam na cidade em relação ao ano passado, com alta de 97,3%

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
11/Julho/2017
Shutterstock

Com 2.170 unidades, as vendas de imóveis novos em São Paulo subiram 79% em maio na comparação a abril (1.212 unidades) e 104,9% sobre o mesmo mês do ano passado (1.059 unidades). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (11) pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP).

Em relação aos lançamentos, de acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), 2.300 unidades residenciais foram colocadas no mercado no quinto mês do ano, um crescimento de 139,8% ante abril (959 unidades) e 97,3% ante maio de 2016 (1.166 unidades).

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2017, 5.045 unidades residenciais foram lançadas e 5.097 comercializadas. Os resultados são 34,4% e 18,4% maiores, respectivamente, se comparado ao mesmo período do ano anterior,

Entre as tipologias, no mês de maio, predominaram os imóveis de dois dormitórios com 1.805 unidades colocadas no mercado e 1.436 vendidas. Esse tipo de residência também registrou a maior Venda Sobre Oferta (VSO) com 12,9%, consequência das 1.436 unidades comercializadas frente as 11.172 unidades em oferta.

"Os dados da pesquisa sinalizam a volta da confiança dos empresários frente aos indicadores positivos da economia, bem como maior segurança dos compradores para efetivar negócios. No entanto, ainda estamos longe de atingir a capacidade de produção e comercialização de imóveis em volume que represente plena retomada do setor e que seja suficiente para atender à crescente demanda por moradia", afirma o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

O Valor Global de Vendas (VGV) registrou em maio R$ 1.067,4 bilhão, alta de 49,5% em relação a abril (R$ 713,8 milhões) e 56,7% superior a maio de 2016 (R$ 681,4 milhões). Os valores foram atualizados de acordo com o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI) de maio deste ano. O VSO, por sua vez, encerrou o mês de maio com 9%, representando crescimento se comparado a abril (5,1%) e a maio do ano anterior (4,1%).

A oferta em São Paulo foi de 21.960 unidades para venda, considerando imóveis na planta, em construção e prontos (estoque) lançados nos últimos 36 meses (junho de 2014 a maio de 2017). Houve queda de 2,5% ma comparação com abril (22.528 unidades) e de 11,4% em relação a maio do ano anterior (24.799 unidades).

Os imóveis com área útil inferior a 45 m² foram os que registraram maior participação nas vendas (1.019 unidades) e nos lançamentos (1.482 unidades), apresentando, consequentemente, o melhor VSO por faixa de área útil, de 12,3%, resultado das 1.019 vendas em relação à oferta de 8.271 unidades.

Em relação a faixa de preço, foi dominante entre os lançamentos (1.178 unidades) os imóveis com preço de até R$ 240 mil. As unidades registraram o melhor VSO (20,2%) devido a oferta de 3.447 unidades, mesmo que não tenha obtido a maior quantidade de vendas (696 unidades). Neste mês, a maioria dos imóveis comercializados, se mantiveram na faixa de R$ 240.001,00 a R$ 500 mil, com 913 unidades. A oferta dos imóveis desta faixa, entretanto, apresentou a maior concentração de oferta (10.487 unidades), com VSO de 8,7%.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos